Castelo Branco cria Prémio Internacional de Poesia António Salvado

111
Consulte: www.premio-poesia-antoniosalvado-ccb.pt

A Câmara de Castelo Branco e a junta de freguesia local apresentaram dia 24 de Maio o Prémio Internacional de Poesia António Salvado – Cidade de Castelo Branco, criado em homenagem ao poeta albicastrense, com mais de 70 títulos publicados.

“Para a câmara é uma honra termos a posssibilidade de concretizar este prémio de poesia com o nome de António Salvado. O poeta António Salvado é um património de Castelo Branco que nós partilhamos com todo o mundo. Muito nos honra termos um poeta como ele e a sua obra que muito nos valoriza, enquanto comunidade e concelho”, afirmou o presidente do município local, Luís Correia.

O autarca, que falava durante a sessão de apresentação do Prémio Internacional António Salvado – Cidade de Castelo Branco, criado pelo município e pela junta de freguesia local, explicou que esta é uma forma de homenagear o poeta albicastrense.

“Castelo Branco tem apostado no apoio aos poetas locais. Esta aposta faz parte da nossa estratégia cultural”

Luís Correia

À agência Lusa, o poeta António Salvado mostrou-se sensibilizado com esta iniciativa das duas autarquias de Castelo Branco, mas adiantou que não gosta de falar em reconhecimento.

“Não gosto de falar em reconhecimento. Tenho-me limitado a trabalhar, tenho alguns livros para publicar. Mas, fundamentalmente, desejo que os dois livros [dos vencedores] – um será em português e o outro em castelhano -, sejam dois livros de alto mérito de dois poetas e que, oxalá, eles não sejam conhecidos. É o meu desejo mais profundo”, afirmou.

O prémio, que a partir de dia 25 de maio até 31 de agosto, tem abertas as inscrições para todos aqueles que queiram participar, tem como objetivo premiar obras poéticas inéditas e incentivar o aparecimento de novos autores. Serão premiados dois originais, um em língua portuguesa e outro em língua espanhola.

Aos vencedores é atribuído o prémio monetário de 2.500 euros, serão dados 30 exemplares da edição bilingue das respetivas obras e uma placa comemorativa do prémio.

Foi criado um sítio na Internet (www.premio-poesia-antoniosalvado-ccb.pt), onde podem ser consultados os regulamentos e fazer a inscrição.

As obras a concurso serão obrigatoriamente escritas em língua portuguesa ou em língua espanhola. Cada autor apenas pode participar com um único poemário, com poemas inéditos.

O júri é constituído por 11 elementos de reconhecido mérito, sendo presidido pelo poeta, ensaísta e professor da Universidade de Salamanca Alfredo Alencart.

Fernando Paulouro das Neves, Rita Duarte, Victor Mateus, Paulo Samuel, José Pires, Manuel Nunes, Maria Barata, António Pereira, António Franco e Enrique Móran completam o júri.

**Lusa