Gouveia: cinco milhões para Museu Internacional do Livro Sagrado

266

A Câmara Municipal de Gouveia prevê investir cerca de cinco milhões de euros na criação do Museu Internacional do Livro Sagrado para captar turistas para o concelho, disse hoje à agência Lusa o seu presidente.

Segundo Luís Tadeu, o equipamento cultural vai ser construído de raiz, num terreno que é propriedade do Município e que se situa “muito perto” do centro da cidade de Gouveia.

“Neste momento, já estamos a trabalhar com o anteprojeto em termos de arquitetura, uma vez que já há uma ideia relativamente ao local, e estamos a trabalhar com parceiros nacionais e estrangeiros no sentido de ter o acervo que depois vai integrar o museu”, disse Luís Tadeu.

O responsável adiantou à Lusa que o processo relativo ao projeto do futuro museu está a “correr muito bem” e que a autarquia está a “fazer contactos com entidades que podem ser parceiras, em termos até de apoio financeiro, também, que é importante, dado que se trata de um investimento ainda de alguns milhões de euros”.

O Museu Internacional do Livro Sagrado é importante para o concelho de Gouveia “em termos culturais e em termos do turismo religioso”, referiu.

 


“Sendo um museu de dimensão mundial, é nesse sentido também que o tratamos e acarinhamos como processo e como algo âncora para o concelho de Gouveia”

Luís Tadeu


 

O município vai candidatar a obra a fundos comunitários e procurar obter outros fundos financeiros para a concretização do projeto.

Segundo o anteprojeto, o Museu Internacional do Livro Sagrado tem como propósito principal “contribuir para a preservação, compreensão e difusão dos textos veiculados no contexto dos saberes e das práticas religiosas”.

São seus objetivos, entre outros, constituir um repositório de vários e distintos espólios de textos sagrados, investigar o património tangível e intangível que constitui o seu acervo e expor publicamente cada legado evidenciando o modo como, a partir das narrativas expressas, cada comunidade pensa e celebra o divino.

O seu acervo deverá ser constituído por incorporações, nas suas diferentes formas, e doações, de Livros Sagrados de várias religiões. O futuro espaço museológico de Gouveia vem juntar-se aos museus da Miniatura Automóvel e de Arte Moderna Abel Manta, que funcionam sob gestão municipal.


Para a criação do Museu Internacional do Livro Sagrado, a Câmara Municipal de Gouveia, na Serra da Estrela, distrito da Guarda, celebrou recentemente um acordo de cooperação com a Universidade Aberta, a Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização, o Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a Sociedade Bíblica de Portugal, o Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo e Globalização e o Instituto Europeu de Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes.


 

**Lusa